Revisitar | Descobrir Guerra Junqueiro


Guerra Junqueiro e A Folha

Henrique Manuel Pereira [Org.], Guerra Junqueira e ´A Folha’. Primícias. Seguido de Índice geral da revista. Porto: Alforria-Tenacitas, 2016.

 “Não custa ver que temos hoje entre mãos o trabalho exaustivo e definitivo que faltava em matéria de relações de Junqueiro com A Folha.

O poeta das “orações” teve até hoje três monumentos críticos: Lopes de Oliveira, este ainda em vida do grande iconoclasta, Amorim de Carvalho e agora Henrique Manuel Pereira. Dos três, o último é o primus inter pares, porque muito trabalhou já e ainda lhe faltam para em definitivo se cumprir muitos anos de realizações. Pelo trabalho rigoroso e apaixonado, pela atenção e pela persistência, que encontra sempre novos motivos de observação e de encanto, por tudo o que nos tem dado já, e tanto e tão continuado tem sido, a ponto de ser ele quem hoje num vasto círculo de entendidos melhor sabe do poeta, e por tudo o que ainda dele esperamos, e que tanto e tão alto pode ser, merece o organizador deste trabalho a gratidão de todos os que admiram e estudam Guerra Junqueiro.”

António Cândido Franco 

capa_Folha_blog

Anúncios


À Volta de Junqueiro: Vida, Obra e Pensamento – Entrevistados

Dizer o nome de todos e de cada um dos entrevistados em À Volta de Junqueiro, Vida, Obra e Pensamento, seria, além de ladainha interminável (30 pessoas!) mantê-los no anonimato dos rostos. Por conseguinte, pensámos na apresentação que segue, ficando a faltar Marçal de Menezes Paredes (Brasil), António Telmo e Annabela Rita (uma vez que as suas entrevistas foram já realizadas fora do âmbito do nosso documentário), além dos autores do Prefácio e Posfácio da obra: Ângelo Alves e Eugénio Lisboa, respectivamente. Abrimos com a animação de João Rema e viajamos com a edição de Renata Ramos.

HP



Guerra Junqueiro no Centenário da República

Guerra Junqueiro: o poeta da República, um poeta contra a República

É um dos capítulos do livro Catorze Escritores do Norte, coordenado e ilustrado por Orlando da Silva. Apresentado ao público por João Bezerra, no Salão Nobre da Junta de Freguesia de Santa Maria da Feira, na noite de 5 de Junho, o livro reúne estudos de especialistas sobre Camilo Castelo Branco (com texto retomado de Manuel Laranjeira); Júlio Dinis (Abílio Ferreira da Silva), Guilherme Braga, Sophia de Mello Breyner (Anthero Monteiro); Eça de Queiroz (Fonseca Gaspar), Guerra Junqueiro (Henrique Manuel S. Pereira), António Nobre (Humberto Rocha), Manuel Laranjeira (Orlando da Silva), Teixeira de Pascoaes (António Cândido Franco), Aquilino Ribeiro (Manuel de Lima Bastos), Ferreira de Castro (Paulo Samuel), João de Araújo Correia (Carlos Maduro), José Régio (Manuel Poppe), Miguel Torga (Celestino Portela).
Cada estudo é precedido do retrato do autor em apreço, pela pena de Orlando da Silva. A personalidade e a iconografia destes Catorze Escritores do Norte fica assim manifestamente mais rica.

HP