Revisitar | Descobrir Guerra Junqueiro


Uma história cómico-marítima: Música

Quando fui convidado pelo Professor Henrique Pereira para criar um soundtrack musical para Uma História-Cómico Marítima, a minha resposta foi imediatamente afirmativa. Depois, contabilizados os instrumentos ao meu dispor, concluí que o género dos temas musicais teria forçosamente de se adaptar aos instrumentos.

Procurei inspiração nos textos do Poeta Guerra Junqueiro e concluí que não seria possível reaproveitar clichés antigos de combinações de instrumentos; teria que jogar com uma textura nova, permanecendo embora num ambiente de uns quatro ou cinco séculos atrás.

É fácil fazer uma temática misteriosa, escura, “épica” com a variedade de texturas que uma orquestra sinfónica coloca ao nosso dispor. Mas apenas com viola, flauta, cravo e alguns restos de uma bateria, bem, a coisa complica-se. Foi uma aventura pelo mundo minimalista, onde cada instrumento teve papeis não idiomáticos.

 O resultado final – três temas originais: “Épico”, “Meditação” e “Danças” – é muito diferente daquilo que foi registado primeiramente no papel. Se isto é bom? Com certeza que sim! Foi através das preciosas apreciações dos meus colegas, bem como de muitas adaptações, alterações e improvisações in loco que se conseguiu este resultado. A música vive de alguma espontaneidade, do árduo trabalho dos músicos, e, claro, de um pequeno toque de magia. Terá a magia vindo do próprio Guerra Junqueiro? É bem possível.

Patrick Johansson

Anúncios