Revisitar | Descobrir Guerra Junqueiro


Um caminho traçado

Foi com entusiasmo que aceitei o desafio de comunicar visualmente o projecto Revisitar | Descobrir Guerra Junqueiro. Digo “comunicar visualmente”, pois este projecto não passa por fazer um simples logotipo e uma imagem gráfica. Foi e é bem mais do que isso. 

Com o convite do Henrique chegou o entusiasmo por, desde logo, tratar de desenvolver algo que é tão historicamente nosso. Depois, a visibilidade e proporção que este projecto deixava antever agradaria a qualquer criativo. A ideia de deixar um cunho pessoal num projecto tão rico, que envolve tantas pessoas, tanta e tão rigorosa investigação é, no mínimo, inspirador.

Durante o processo de criação várias hipóteses foram sendo colocadas, nomeadamente se se iria adoptar um estilo mais clássico ou contemporâneo. Sabia que tinha um “grande” projecto em mãos, mas não tinha ideia do que ainda estava para vir. A prudência recomendava um meio-termo no que diz respeito a estilos visuais. É das escolhas mais ingratas que um designer tem de fazer: começar um projecto gráfico de algo que ainda está a nascer, sabendo de antemão o muito que vai crescer. Tinha, pois, de criar algo flexível e facilmente alterável, tendo em conta o futuro do projecto.

O que mais me inspirou foi, através da palavra e da imagem de Guerra Junqueiro, perceber o caminho traçado pela sua vida. O que percorreu, o que escreveu, o que influenciou e o que viveu, o que fez nascer e morrer. Percurso este que é representado por uma linha no projecto, um grafismo simples e presente (com moderação) durante o projecto, principalmente em A Música de Junqueiro.

Como balanço gráfico e quase geométrico, temos agora o uso de uma circunferência como base do logotipo. Esta opção fez com que, se o projecto se ramificasse no futuro, a imagem não ficasse comprometida. Então quatro logos base foram criados. O principal, e que dá nome ao projecto, a vermelho, que é aliás a cor predominante, e os outros com variações de cor que se complementam. 

O desenvolvimento do website, em parceria com Rafael Vieira (ex-aluno da casa), constituiu igualmente um desafio. Pretendia-se algo que traduzisse a alma do projecto e, acima de tudo, do próprio Guerra Junqueiro.

Cumprindo toda a linha gráfica já idealizada, julgo que o site resultou num privilegiado espaço de informação, que descreve o projecto, bem como um rigoroso iluminar do Poeta nas suas múltiplas facetas. 

O blog reflecte o mesmo conceito que o website, mas de forma mais flexível (em termos de conteúdos). No fundo, este espaço dá continuidade ao website e vice-versa. Por se completarem e pelo próprio grafismo ter de espelhar isso, usamos a mesma fotografia de Junqueiro como imagem principal (que é, aliás das que mais gosto por mostrar o seu perfil imponente), e deixamos que o resto fale por si. O blog é um espaço de comunicação, informação e participação de todos. Ou seja, queremos que ele seja um registo do revisitar/descobrir Guerra Junqueiro. 

Ver este projecto nascer, ver que está a ser concretizado e a deixar marcas, deixa-me orgulhosa de fazer parte da viagem de Junqueiro.

Carla Almeida

 

logos

Anúncios

Deixe um Comentário so far
Deixe um comentário



Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s



%d bloggers like this: